sexta-feira, 19 de junho de 2009

(?)

Talvez ela era assim mesmo,toda esquisita.
Ela era cheia de suas manias insuportáveis,ela tinha um jeito diferente de ser amiga,ela tinha um jeito diferente de amar,ela era toda diferente.
Ela nunca achava o seu lugar,sempre se sentia deslocada e talvez aqueles risos exagerados escondiam alguma tristeza que morava dentro dela.
Ela se sentia excluída,sentia como se todos sentissem dó dela,isso fazia um mal muito grande.

4 comentários:

Ana Paula disse...

eu já me senti assim.

Weber disse...

Mas, mesmo com essa tristeza, ela é tudo o que já li que ela é.

Ela é original, única.

Ela é... Ela.

Gaby disse...

Acho que a maioria das pessoas ja se sentiram desse jeito, eu sou uma delas. É uma face que nós passamos em nossoas vidas.

beijOs

Ariadne disse...

qualquer semelhança é mera coincidência [comigo]
acho que todos já se sentiram assim...
beijos